Diabetes Gestacional

Diabetes Gestacional

O diabetes gestacional é um tipo de diabetes que apresenta uma particularidade, ele surge durante a gravidez e costuma desaparecer após o nascimento do bebê. Mulheres que são diabéticas e engravidam não são consideradas portadoras de diabetes gestacional.

O diabetes gestacional é aquele que aparece somente após iniciada a gravidez.

O diabetes gestacional é uma complicação comum da gravidez, acometendo, dependendo da região, entre 2% e 15% das gestantes.

Em comparação com mulheres não grávidas, as gestantes tendem a ter maior risco de hipoglicemia (glicose sanguínea baixa) durante os períodos fora das refeições e durante o sono. Isso ocorre porque o feto extrai continuamente glicose da mãe, mesmo quando a mesma encontra-se em jejum. Conforme o feto cresce, maior é a sua necessidade de glicose.

A partir do segundo trimestre de gravidez, como o bebê começa a ficar grande, a mãe precisa de mecanismos protetores contra hipoglicemia, pois o consumo de glicose pelo feto torna-se intenso. Esta proteção surge através dos hormônios produzidos naturalmente pela placenta, como estrogênios, progesterona e somatomamotropina coriônica, que agem diminuindo o poder de ação da insulina, fazendo com que mais glicose fique disponível na corrente sanguínea.

 

Veja também todos os Sintomas de Diabetes Tipo 1 e Tipo 2

Diabetes Gestacional riscos para o Bebê

As gestantes diagnosticadas com diabetes gestacional possuem o risco de parto prematuro, indução do parto e até mesmo de perder o bebê. No entanto, estes riscos podem ser diminuídos ao manter a taxa de açúcar no sangue devidamente controlada durante toda a gestação.

As grávidas que mantém a glicemia sob controle e que não possuem bebês com mais de 4 kg podem esperar até as 38 emanas de gestação pelo início espontâneo de trabalho de parto e podem ter um parto normal, se este for o seu desejo.

Mas se ficar comprovado que o bebê possui mais de 4 kg, o médico pode sugerir a cesária ou a indução do parto às 38 semanas.

Os riscos do parto na diabetes gestacional podem ser:

Riscos para a mãe Riscos para o bebê
Parto normal muito demorado devido a pouca contratilidade uterina Nascer antes da data prevista devido ao rompimento da bolsa amniótica antes das 38 semanas de gestação
Ter que induzir o parto com medicamentos para iniciar ou acelerar o parto normal Diminuição da oxigenação durante o parto e possibilidade de hipoglicemia logo após o nascimento
Laceração do períneo durante o parto normal devido ao tamanho do bebê Aborto a qualquer momento da gravidez ou de morte logo após o parto
Eclampsia, infeção urinaria e pielonefrite Nascer com mais de 4 kg, que aumenta o risco de desenvolver diabetes no futuro e de sofrer alguma alteração no ombro ou fratura da clavícula durante o parto normal

 

Diabetes Gestacional O que Comer Dieta

O índice glicêmico de um alimento indica a velocidade com que o açúcar contido no mesmo é liberado na sua corrente sanguínea após a ingestão.

Alimentos com baixo índice glicêmico são uma parte importante da alimentação saudável, porque liberam a glicose de forma mais lenta e ajudam a controlar a diabete gestacional.

Confira alguns exemplos de alimentos com baixo índice glicêmico:

  • feijão e lentilha
  • legumes
  • aveia
  • farinha de trigo integral
  • castanhas
  • arroz integral

E agora alguns exemplos de alimentos com elevado índice glicêmico:

  • batata
  • açúcar refinado e mascavo
  • pão francês
  • bolos e biscoitos feitos com farinhas refinadas (brancas)
  • arroz branco

Priorizar alimentos com índice glicêmico baixo ajudará no controle da diabete. Mas isso não quer dizer que você não pode comer nenhum alimento de índice glicêmico alto de vez em quando.

Com o tempo e a experiência, você vai se sentir mais preparada para fazer substituições e concessões em certos momentos, para compensar depois.

 

Dicas gerais de alimentação na diabete gestacional

  • Capriche no café da manhãOs níveis de açúcar no sangue geralmente estão mais desequilibrados no período matinal, por isso o café da manhã é uma refeição à qual você deve prestar atenção especial.É provável que você receba orientação para limitar os carboidratos (como pães, frutas e sucos) e aumentar o consumo de proteínas (como um ovo cozido ou um iogurte com baixo teor de gordura).Não exagere no leite e seus derivados porque contêm alto teor de lactose, que é açúcar.

    Em vez de tomar leite com um pouquinho de café, por exemplo, inverta a proporção e pingue o leite no seu café – mas lembre-se de não exagerar na quantidade de café que toma por dia (leia mais sobre o consumo de cafeína na gravidez)

 

  • Varie os alimentos ao longo do dia

 

Diabetes Gestacional Valores de Referência

O diagnóstico de DG é feito em duas fases distintas:

  1. Glicémia plasmática em jejum na primeira consulta de vigilância pré-natal. Se este valor for ≥92 mg/dl e <126 mg/dl, faz o diagnóstico de Diabetes Gestacional.
  2. Prova de Tolerância à Glicose Oral (PTGO) realizada entre as 24-28 semanas de gestação. Esta prova só é realizada se a glicémia plasmática em jejum for <92 mg/dl.

A glicémia plasmática em jejum ≥126 mg/dl ou um valor de glicémia plasmática ocasional >200 mg/dl podem indiciar a presença de Diabetes prévia à gravidez e que só foi diagnosticada na gestação em curso. A orientação e o tratamento destas grávidas é idêntico ao das mulheres com diabetes prévia.

A Prova de Tolerância à Glicose Oral realizada às 24-28 semanas de gestação consiste numa sobrecarga de 75 g de glicose diluída em 300 ml de água e bebida pela grávida. Fazem-se determinações das glicémias às 0, 1 e 2 horas. Esta prova deve ser realizada de manhã e após um jejum de pelo menos 8 horas e nunca superior a 14 horas, devendo a grávida estar em repouso enquanto efetua as colheitas de sangue.

O diagnóstico da DG faz-se quando um ou mais valores das três avaliações for igual ou superior aos valores de referência do quadro seguinte:

Hora

Glicémia plasmática

0

≥ 92 mg/dl

1

≥180 mg/dl

2

≥153 mg/dl

 

Se os resultados forem todos inferiores aos valores de referência descritos no quadro, a prova é considerada negativa.

 

SE VOCÊ QUER SE LIVRAR DA DIABETES E EVITAR SUAS TEERÍVEIS COMPLICAÇÕES COMO: CEGUEIRA, FERIDAS QUE NÃO CICATRIZAM E AMPUTAÇÕES --> CONHEÇA ESTE MÉTODO AQUI QUE REVERTE SEU DIABETES EM ATÉ 30 DIAS <--